Back to work…

O dia começou não tão cedo como suposto, afinal deixei-me dormir e lá está em vez do snooze é sempre aquela coisa de desligar o despertador!
Enfim, correria, ainda por cima hoje tinha que passear a ISIS..
Cheguei ao trabalho a horas meio decentes ainda (9:30), a entrada é supostamente às 8:30, mas eu acabo quase sempre por compensar à hora do almoço.

Hoje ao almoço presenciei uma coisa que achei que devia por no meu blog, enquanto almoça, hoje foi dia almoçar sozinho, o André e a Beatriz baldaram-se ao já habitual almoço na Gulbenkian. Por isso decidi ir ao Colombo almoçar. Normalmente aproveito para comprar algumas coisas que fazem falta em casa, acabo sempre por fazer o raid do costume pelas lojas importantes! 🙂 Comprei finalmente uns auriculares para ouvir música no trabalho! Agora só falta uma extensão é que da saída do comp até a mim, o cabo dos auriculares fica a voar no meio da secretária! 🙂 O que vale é que o Rui tinha uma extensão a mais!

Enfim, adiante, estava a almoçar, quando me apercebi de um tipo, não muito bem vestido que surge assim no corredor como que à espera de alguém que teima em não aparecer. Nisto umas senhoras levantam-se da sua mesa, deixando para trás os habituais tabuleiros cheios de tralha, restos, etc. Quando o tipo senta-se, pensamento imediato, isto realmente hoje está complicado de mesas livres que a malta já nem espera. Passado um minuto, acho que nem tanto vejo o tipo a remexer nos tabuleiros, e eis senão que descobre um resto de uma sandes! E? Não vai de meias medidas embrulha aqui na embalagem e vai embora! Devo dizer-vos que eu e os tipos que estavam à minha frente topámos aquilo tudo, portanto esqueçam a descrição. Lembrei-me de colocar isto aqui no blog, para me lembrar mais tarde, porque no nosso dia a dia as coisas tendem a passar-nos ao lado, em especial este tipo de acontecimentos, e dá-nos sempre que pensar se podíamos ter feito alguma coisa. É que mesmo ali ao lado enquanto uns deambulam pelo castelo do consumismo português outros limitam-se a colher os restos… enfim é mesmo para pensar.

Mas não muito! 🙂
As atitudes podia passar por ir a correr atrás do tipo e pagar-lhe uma sandes, mas… a verdade é que acabei por ficar sentado meio estupefacto com tudo aquilo.

À conta disto não gastei muito $ em compras!