A verdade é que o meu Fiesta estava um mês atrasado na inspecção, ou seja com as férias e tudo o resto esqueci-me completamente de que o carro lá deveria ter ido em Setembro, a modos que andei à multa uma porção de dias, até ter reparado e como bom rapaz não abusei da minha sorte. A marcação essa ficou feita em Setembro, altura em que dei pela coisa.

Ontem lá levantei cedo agarrei no carro e pus-me a caminho do centro de inspecções, este ano decidi por em prática um bom conselho do meu Pai: “Não leves o carro ao mecânico primeiro! Vais à inspecção primeiro e depois se chumbar nalguma coisa logo lá voltas, é mais barato!” , barato pensei eu, e não é que ele têm razão? Da última vez, paguei mais de 100cts com merdices no carro para ter a certeza de que ele passava na inspecção. Ora a inspecção custa aproximadamente 25 euros, e as re-inspecções (no caso de ter chumbado, tem-se x dias para lá voltar) custam somente 5 euros, pelo que não vale a pena cair nas mãos dos mecânicos sem necessidade como aconteceu da última vez! Claro que isto so faz sentido se tal como eu se levar o popó à oficina nos periodos devidos e fazer a respectiva manutenção. A verdade é que o carro passou sem nenhum problema a assinalar. Por isso, obrigado pai, foi uma boa jogada.

Agora o que eu não contava, porque nunca tinho sido eu a ir com o meu carro à inspecção, era stressar-me com todo aquele faça assim, faça assado, quando a única coisa que ouvia dentro do carro era o motor do camião que vinha atrás de mim na inspecção. Claro que quando o senhor dizia direita eu já metia o pisca para a esquerda, mas à parte disso o tipo proavelmente havia de pensar que era disléxico ou coisa que lhe valesse, pelo menos lento era! 🙂

A coisa só animou, um pouco mais à frente. Na secretaria do centro tinham-me pedido para colocar o triângulo de emergência no banco do pendura – “Como sabe se não tiver o triângulo, o carro chumba!”, vai daí sacai logo daquilo antes de ir para a fila e lá foi o triângulo no banco do pendura! A modos que a meio da inspecção não estranhei que o tipo abrisse a porta do pendura, pensei deve ser para ver o triângulo! Mas não, o tipo no meio de toda aquela gritaria, grita: “deixe-me ver o número da chapa do motor” e eu pensei, é que? Se fosse o que eu pensava estaria no cimo junto ao vidro, vai daí pensei que fosse uma cena que vem no fundo do porta-luvas, quando vou para abrir aquilo salta-me um sutiên da Patrícia! UM SUTIÊN PELO AMOR DE DEUS! Claro que a minha cara foi de que, como é que aquilo foi ali parar?!?!?! Claro que o tipo pensou, ou pelo menos via-se na cara, no sorriso que deu: “Ganda maluco, a papar a miúda no carro” hehehe! Foram uns momentos de completa loucura, nem sabia onde me enfiar, no porta luvas não valia a pena já que estava ocupado!

Moral da história, a Patrícia numa viagem a lisboa cansou-se dos ferrinhos do dito sutiên e resolveu libertar-se e não arranjou melhor local para guardar aquilo que no porta luvas do meu carro, que como se farta de ser usado, ali o manteve seguro até ontem!