Há alguns anos atrás por motivos de saúde tive que abdicar de alguns hábitos menos saudáveis, entre eles o café e o álcool. Se do segundo não tenho saudades, embora de tempos a tempos lá acompanhe um jantarito mais especial com um copito de vinho (por isso tem que ser mesmo BOM! Proibido, proibido são as brancas, humm.. da vodka tenho saudades!), do primeiro confesso que morro de saudades. Café é talvez dos sabores que eu mais me identifico, aquele que acho mais agradável.

Café


A convite do André e da Batixa, eu e a Patrícia jantámos por casa deles na passada sexta-feira (a propósito as almondegas estavam óptimas!) e com a desculpa de experimentar a prenda que lhes tinhamos dado no natal passado, lá provei um excelente descafeínado… Chiça.. como é que eu pude deixar de beber café! O pior é que qd nos sabe bem, é sempre mais dificil convençermo-nos de que nos pode fazer mal! 😉