Foi o meu primeiro carro, não no sentido do primeiro carro que conduzi no dia-a-dia, mas o primeiro que comprei. Esteve comigo desde Setembro de 98, um total de 133.474 Km. Nunca tive grandes razões de queixa a não ser aquelas comuns relacionadas com o consumo de gasolina, mas olhando bem, o consumo dele deixa qualquer carro americano a sentir-se mal. Enfim, a economia é que não ajuda!

Guiei-o hoje pela última vez, foi uma sensação deveras estranha! A Patrícia ontem perguntava-me como era vender, neste caso trocar, um primeiro carro. E acreditem, não é fácil, é uma sensação de perda! Eu não sou muito agarrado a objectos, muito menos carros, mas este era mesmo especial, para além de ser o primeiro, acompanhou-me a mim e à minha família em alturas bem complicadas. Foi nele que voltei a Lisboa, depois de ter sido internado, foi nele que viagem a horas impróprias de e para o Técnico, enfim… são muitas memórias e a garganta aperta nestas coisas!

Fica por isso aqui no meu blog, um tributo a ele e um registo de quanto eu curti o “lu”, o meu primeiro carro:

Ford Fiesta Tecnho,
09/1998
43-33-LU

Espero que lhe arranjem um novo dono à altura, e que curta tanto a conduzi-lo como eu!