… há semanas (não são dias) que parecem ter sido engendradas no inferno, e às vezes quem nos rodeia, ou não percebe, ou não quer perceber e acabam por ajudar à festa!

Sou um tipo relativamente pacifico, é raro verem-me partir a loiça toda, mas há dias em que realmente é o que dá vontade, é que à pessoas que se habituam a usar-se dessa característica para fazerem o que realmente lhes apetece sem pensarem se me magoam ou não, ou mesmo me lixam pelo caminho. Farto-me de ouvir criticas, porque sou assim e assado e tudo tem que girar à minha volta, eu isto e eu aquilo! Mas mal podem ou querem (nunca chego a perceber) passam-me exactamente do mesmo remédio que tanto criticam…

Peco por não querer falar, é minha forma de ser, antes calar do que magoar, só que isso não faz com que os outros deixem de o fazer! Às vezes calo-me, mas o silêncio não quer dizer que esteja de acordo e que muito menos não esteja magoado. E o silêncio não trás direitos…

Podem ter opiniões diferentes sobre a minha pessoa, mas uma coisa podem ter a certeza sou mesmo amigo dos meus amigos, por eles tenho e hei-de fazer sempre muito. Devo-lhes muito também! É que uma boa parte de mim foi feita por eles. O problema tem sido que os amigos nem sempre estão para aí virados… e às vezes esquecem-se deste amigo. Mas também não os posso criticar quando não fazem aquilo que eu acho que faria no seu lugar…

Ando cansado…

Infelizmente tem sido demasiado para pensar ao mesmo tempo.
Perdoem-me se não parece, mas sim, também tenho limite!
E se me conhecem sabem que sim, e podem compreender ou não estas palavras….