No sábado sem contar acabei por passar uma tarde fantástica em Tróia, há anos que lá não ia passear e devo-vos confessar que fiquei contente por ver que tróia não está assim tão diferente do que eu me lembrava.

Por incrível que pareça, acho que a última vez que apanhei o ferry para Tróia foi quando o Ubaldo este em Portugal e aproveitou para conhecer Setúbal, o que faz quase 2 anos.

Tróia está diferente, pelo menos daquilo que eu conheci e das muitas vezes que lá fui em criança. Fiquei triste por ver que algumas das estruturas que fizeram a minha infância já não existem de todo, parece mesmo que nunca existiram, o chão está liso e com erva por cima, o que não deixa de ser uma sensação deveras estranha, em tempos em tróia existiram complexos de piscinas que para além de grandes eram únicos, mas deles não resta sequer sinal, fiquei impressionado mesmo.

O tempo ajudou, e acabei por passear pela Soltroia, tomar um capuccino junto ao mar. Tirei fotos, e acho que vai ser díficil não lá voltar em breve! Quem não conhece recomendo! E aproveito para sugerir que levem as bicicletas, Tróia é plana e o passeio vale a pena!