Tenho andado de costas voltadas ao blog, talvez pelo demasiado trabalho, pelas demasiadas preocupações ou simplesmente pelos demasiados esforços, por quem talvez não os mereça, mas a verdade é que andei chateado e como sei que quando ando chateado, normalmente digo o que quero e não quero! Mais valeu ter estado calado! O tempo tem destas coisas, limpa as ideias, areja a cabeça e ajuda a digerir essas coisas menos boas das nossas vidas!

Há já uma semana que estava para escrever, que tinha decidido voltar a escrever, só não sabia como, nem sobre o que! Mas durante o fim de semana acabei por arranjar um bom tema para re-iniciar as hostes! Resolvi escrever mesmo porque o projecto que eu conheci ainda era só um projecto, merece, é um projecto (com base numa loja), ali mesmo na terrinha natal, Setúbal, chamado Fugas Lusas, que pessoalmente acredito tem tudo o que merece para vencer! Hum.. isto assim escrito deixa um pouco transparecer a minha falta de fé na cidade que me viu nascer, não consigo separar-me dessa sensação, o potencial, esse sempre soube que Setúbal o tem, agora às vezes custa é acreditar naquilo que algumas pessoas escolhem para ela, mas isso são outras conversas…

Fugas Lusas

Este post é sobre o Fugas e por ser bom saber que ainda há tipos “loucos” como o Rogério que dão a cara, corpo e alma ao manifesto e apostam em investir numa cidade com as características de Setúbal, onde como tudo está tão perto de Lisboa, parece não valer muito a pena investir. Como se o nosso sol, sabores e o mar ali tão perto não pudessem compensar os 30mins da auto-estrada e o que está para lá do tejo.

O Fugas tem alma, tem “Mojo” como diz a Beverly! Gostei muito, gostei da torrada de pão dos moinhos, gostei dos pins que lá comprei, gostei das mesas mandadas fazer e das cadeiras recuperadas, gostei muito dos azulejos, enfim.. gostei do conjunto, tanto que por momentos e pela imensa janela do fugas consegui imaginar um largo da ribeira velha diferente, uma Setúbal diferente, o que é de facto inspirador!

Fugas Lusas

E sim, claro que recomendo aos meus amigos, que por lá passem e que por lá decidam comprar uma das muitas coisas boas que se fazem por este portugal fora. Os produtos, esses, para além de serem todos bons (e escolhidos a dedo), são TODOS de alma lusa, ie, nascidos das mãos de portugueses, uns com mais outros com menos história, mas todos com muita alma na sua criação!

Fugas Lusas

Se não acreditem, passem por lá e terem as teimas! 😉